"V for Vertigem" Vertigem HQ

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

GameKeeper #04
A quarta edição de Gamekeeper chega com Brock identificando o empregador de Vikilund, o mercenário que enviou os assassinos do velho Jonah Morgan. Mas nesta edição iremos saber um pouco mais sobre o passado do guarda-caça. Baseado num conceito de Guy Ritchie, escrito por Andy Diggle e desenhado por Mukesh Singh.
Tradução: I20I3EI27
Letras e revisão: von DEWS!

Marcadores:

3 Comments:

Blogger Ricardo Augusto gritou...

Oi pessoal! Eu sou o Cão Babão, de Manaus, Amazonas, e venho pegando tudo o que vocês têm a oferecer. Apesar de não falar inglês tão bem, leio muito bem e gostaria de ajudar. É a primeira vez que comento por aqui.

Gostaria de ajudar, como eu disse. Às vezes vocês grafam os nomes de forma errônea, o que dificulta a procura pelos títulos em "pesquisar blog". Isso aconteceu agora, aonde é GameKeeper, não GameKepper. Mas isso é pressa, eu sei, no problem, mas há uma coisa que eu venho reparando em revistas traduzidas por vocês há um tempo, que acho que cabe explicar aqui.

Actually pode ser traduzido como atualmente ou realmente, mas o americano usa muito como "aliás". Em muitas revistas eu vejo esse erro. Não sei que é que traduz, mas sei que a gente comete esse erro porque vai nos dicionários, mas é só prestar atenção nos filmes que você vê os cara usando assim.

Por exemplo, no Procurado nº 2 há uma conversa na página 16, 3º quadrinho, que diz assim:

“Você sabia que ele era tão bom em refazer uniformes depois de uma luta que alguns super-heróis também costumavam ir vê-lo no outro dia?”

“ATUALMENTE, isso é algo que eu esperava que vocês fossem capaz de me contar agora que eu estou integrado. O que eu aconteceu com os super-heróis? Onde eles estão?”

Você encontra erros que vêm da pressa aqui, como “vocês fossem capaz de me contar” em vez de “capazes de me contar”, ou o “eu” extra em “o que eu aconteceu”, mas aonde se lê atualmente, deveria estar “aliás”, “por sinal”, ou ainda, “falando nisso”.

“Aliás, isso é algo que eu esperava que vocês fossem capazes de me contar agora que eu estou integrado. O que aconteceu com os super-heróis? Onde eles estão?”

Espero ter ajudado. Meu e-mail é caobabao@ig.com.br. Me expliquem com posso fazer para traduzir com vocês algo que vocês estejam traduzindo ou como posso ajudar de alguma outra forma. Foi com vocês que aprendi muito mais sobre quadrinhos e inseri outros no gosto por isso. Qualquer erro é bobagem na frente daquilo que vocês possibilitam para a gente.

Valeu!

quinta-feira, outubro 11, 2007 3:13:00 PM  
Blogger Von DEWS! gritou...

Caro Ricardo Augusto,

Seu comemtário vai ser providencial para uma questão que há tempos venho reiterando, mas poucas vezes nos posts, só em respostas nos comentários...

Bom, puntuar algumas coisas...

Em primeiro lugar, nem todas as revistas que publicamos no Blog são de nossa autoria. Revistas como FÁBULAS por exemplo, por mais que falemos que ela não é feita por nós(e sim pelo GibiHQ), sempre aparece alguém perguntando quando continuaremos...
No seu caso específico, "Procurado", creio que seja aquela minissérie do Mark Millar... bom, que eu saiba, ela nem se encontra no Vertigem para download.Portanto não foi tradução nossa.
E para que todos saibam, nossas revistas sempre tem o selo Vertigem nas capas. Algumas vezes, na minha opinião até um pouco grande... =P... mas as que não tem, que foi o caso de muitas nessas útimas semanas, por exemplo, as dos Mortos-Vivos, Black Gas, Courtyard e outras, vocês não encontrarão nossa logo e por isso não podemos dar nenhuma garantia quanto à qualidade da tradução. Por outro lado, quanto às nossas, as que tem o selo Vertigem, eu faço questão de revisar minuciosamente todas as traduções, tanto antes de letrar, assim como depois, antes de lançar no blog. Claro, que ninguém é prefeito(apesar de ser DEWS! =P) e alguns erros passam, como foi o caso do Título de Gamekeeper(já consertado) e a capa de DMZ ontem...
Mas no que diz respeito ao "actually" você pode contar na mão de quatro dedos do Lula quantas vezes foi traduzida como "atualmente", sempre que vejo esse erro(e outro muito comum, que é "eventually", que é outro falso cognato, e não quer dizer "eventualmente" e sim, "consequentemente" ou "no fim das contas", etc) mas no caso de "actually" eu, nos quase 100% das revistas que reviso do Vertigem, sempre me atento à isso... me atento à dificuldade que as pessoas tem em utilizar os "porque", me atento a falta de vírgulas em vocativos(que na língua americana não se usa com frequência, mas nem por isso na tradução também deve ser omitida!), me atendo ao uso da crase.
Não gosto de me exibir ou me gabar, mas prezo muito pela língua portuguesa e a conheço razoalvelmente bem para evitar esses tipos de erros.
E, por conseguinte, minhas revisões tendem a ser o mais metódicas possíveis... (como estou com tempo hoje, vou detalhá-la para demonstrar que revisão não é apenas conferir eventuais erros gramaticais... e por isso consta em todas as revistas lançadas aqui)
Quando pego um texto para revisão, tenho sempre à mão o scan original da HQ em questão. Assim, numa primeira revisão, confiro quadro a quadro, balão à balão, se o texto da tradução bate com o original, fazendo adaptações, corrigindo eventuais gerundismos e adequando locuções e expressões(e colocando as, às vezes execradas, "notas de rodapé".).
Findado este processo, volto ao começo, procurando todos os erros gramaticais... acentos, vírgulas, concordâncias etc.
Terminado essa parte, volto, de novo, ao começo para ver a fluência do texto, consertar frases truncadas e, às vezes, cacofônicas que passam, por motivo do tradutor estar muito entretido no inglês e isso passar mesmo... (pra isso existe revisor em todas as revistas do Vertigem, ao contrário de alguns grupos).

Dessa forma(revisando 3 vezes cada revista), tento ao máximo minimizar os erros.. e como disse, ninguém é perfeito, e por vezes passam alguns. Mas não acho que qualquer erro "seja bobagem", cada erro deve ser observado para não se repetir uma próxima vez.
E, como disse, não sou dono da verdade, mas procuro acertar o máximo nas traduções. E, não duvido, mas acho difícil, pelo menos depois que eu entrei no Vertigem, você ter visto um "actually" ser traduzido como "atualmente". Sim, pode ter ocorrido, mas reitero que "muitas vezes" não foi. E mesmo títulos que a gente traduz, tipo Walking Dead ou Livros da Magia, se alguém viu esse tipo de erro pode ter sido em edições anteriores à nossa produção, pois, como devem saber, não traduzimos esses títulos desde o começo.

Bom, já fazia tempo que queria ter dito isso!

Quanto à questão de você querer ajudar, Ricardo, fazemos sempre da seguinte forma...
Você pode enviar para nosso email(vertigemhq@yahoo.com.br) uma amostra de alguma tradução sua, coisa pequena uma, duas páginas no máximo, fazendo também um pequeno briefing a seu respeito, como experiência com tradução, títulos que gosta de ler, gostos pessoais, essas coisas...
Para avaliarmos seu estilo e adequarmos seus gostos a futuros projetos. Coisa simples.
Mas pelo seu comentário, lhe convido a fazer algumas revisões para o Vertigem...
Em todo caso, sempre precisamos de tradutores.. então é isso, só mandar um email para nós!

Obrigado pela atenção(ou paciência por ler tudo isso.)

quinta-feira, outubro 11, 2007 6:46:00 PM  
Anonymous Cão Babão gritou...

Valeu! Eu sempre baixo quadrinhos por aqui, mas à vezes o quadrinho é repassado e nem me toquei que a tradução poderia não ter vindo de vocês. Obrigado pela resposta quase que imediata e pública, para que todos possam saber o que se passa. Logo estarei enviando algo para vocês.

Bom final de semana amigos!

sexta-feira, outubro 12, 2007 7:28:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home